Você sabe o que é Hanseníase

A hanseníase, conhecida também como lepra, é uma doença infecto-contagiosa caracterizada por manchas na pele, sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades. É causada por uma bactéria denominada Mycobacterium leprae, que costuma evoluir lentamente e pode levar até 20 anos para surgirem sinais da infecção.

A doença atinge pele e nervos periféricos podendo levar a sérias incapacidades físicas. A hanseníase é uma doença de notificação compulsória em todo o território nacional e de investigação obrigatória.

Apenas entre os anos de 2014 e 2018 o Brasil diagnosticou oficialmente 140.578 novos casos de hanseníase, segundo dados oficiais do SINAN. Em média, temos cerca de 30 mil novos casos da doença anualmente. O Brasil ocupa a 2ª posição do mundo, entre os países que registram casos novos. Em razão da elevada carga, a doença permanece como um importante problema de saúde pública no País.

Apenas no ano passado, foram registrados 33 mil novos casos da doença. Entretanto, em relação aos últimos 10 anos, houve uma queda de 65% na taxa de prevalência. A redução foi resultado de ações de combate à doença, intensificadas nos últimos anos.

Sintomas da Hanseníase

  • Manchas na pele de cor parda, esbranquiçadas ou eritematosas, às vezes pouco visíveis e com limites imprecisos;
  • Alteração da temperatura no local afetado pelas manchas;
  • Comprometimento dos nervos periféricos;
  • Dormência em algumas regiões do corpo causada pelo comprometimento da enervação. A perda da sensibilidade local pode levar a feridas e à perda dos dedos ou de outras partes do organismo;
  • Aparecimento de caroços ou inchaço nas partes mais frias do corpo, como orelhas, mãos e cotovelos;
  • Alteração da musculatura esquelética, principalmente a das mãos, o que resulta nas chamadas “mãos de garra”;
  • Infiltrações e edemas na face que caracterizam a face leonina, característica da forma virchowiana da doença.

 Classificação
A hanseníase pode ser classificada pelo tipo e número de áreas da pele comprometidas:

Paucibacilar: menos de cinco lesões na pele sem detecção de bactéria nas amostras destas áreas
Multibacilar: mais de seis lesões na pele, detecção de bactéria nas amostras das lesões da pele, ou ambos.

Sinais e sintomas da Hanseníase
Os sintomas de hanseníase geralmente só aparecem1 ano após a infecção (em média 5 a 7 anos). Assim que os sintomas aparecem, progridem lentamente.
Sensação de formigamento;
Fisgadas ou dormência nas extremidades;
Manchas brancas ou avermelhadas na pele;
Perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e tato;
Áreas da pele aparentemente normais que têm alteração da sensibilidade e da secreção de suor;
Nódulos e placas em qualquer local do corpo

Se não for tratada, os sinais da hanseníase avançada podem incluir:
Diminuição da força muscular (dificuldade para segurar objetos);
Paralisia das mãos e pés;
Encurtamento dos dedos devido à lesão dos nervos que controlam os músculos;
Úlceras crônicas na sola dos pés;
Cegueira;
Perda de sobrancelhas;
Edema do nariz e orelhas (inchaço)

Fatores de risco:
A hanseníase pode atingir pessoas de todas as idades, contudo a incidência é maior em homens.

Os principais fatores de risco da hanseníase são:

  • Hábitos de higiene precários (particularmente quanto à lavagem das mãos);
  • Contato com indivíduos sem tratamento e que apresentem a forma multibacilar da doença

Gostou dessa matéria? Então confira outras matérias que separamos para você.

A vida sem números: conheça a discalculia
Hérnia Umbilical: o que é, causas, sintomas e tratamento

Pré-diabetes: Hora de ligar o sinal de alerta

Obesidade: causas, sintomas, tipos, tratamento e como se prevenir

ENDOCARDITE: O que é isso?

Marque sua consulta