Brotoeja: o que é, sintomas e tratamentos

Brotoeja é o nome popular da miliária, uma dermatite inflamatória causada pela obstrução mecânica à eliminação do suor pelas glândulas sudoríparas (écrinas) e que acaba impedindo a saída do suor do corpo.

Ambientes quentes e úmidos, excesso de roupas e agasalhos, assim como febre alta favorecem o aparecimento dessas lesões. Em geral, elas surgem no tronco, pescoço, axilas e dobras de pele, sob a forma de pequenas bolhas de água (vesículas).

Sintomas
A brotoeja é mais comum em crianças e bebês, mas também pode acometer adultos. Entre os sintomas estão erupções, bolhas, manchas vermelhas, saliências, prurido (coceira) e queimação.

Diagnóstico
O diagnóstico clínico considera a aparência das lesões e os sintomas. Em alguns casos, é importante estabelecer o diagnóstico diferencial com outras doenças de pele, como a foliculite (infecção dos folículos pilosos por bactérias) e a hidradenite (inflamação das glândulas sudoríparas apócrinas).

Prevenção
Evitar usar muita roupa, principalmente em dias quentes. Essa indicação é importantíssima no caso das crianças. Se houver propensão à brotoeja, evite atividades que provoquem o aumento da transpiração. Manter o ambiente fresco e arejado no verão, com a ajuda de aparelhos de ar-condicionado ou ventiladores, também é muito importante. Sempre que possível, usar roupas de algodão ou fibra natural, pois as feitas em tecido sintético costumam reter o calor e o suor.

Tratamento de Brotoeja
Na maioria das vezes, o problema desaparece sozinho, quando o calor e a umidade do ambiente diminuem, e o paciente permanece em ambientes frescos, ventilados ou com ar-condicionado, com o objetivo de aliviar o desconforto e a melhora das lesões.

O tratamento leva em conta as características das lesões, a parte do corpo na qual se instalaram e a idade do paciente. Em crianças pequenas, por exemplo, a ingestão exagerada de líquidos favorece a sudorese. Medidas a fim de refrescar a pele e evitar a transpiração anormal, e o uso de pasta d’água podem ser úteis nesses casos.

Além disso, os pacientes devem tomar cuidado com o uso excessivo de sabonetes que, ao ressecar a pele, podem causar obstrução dos poros. O uso de hidratantes associados a secativos pode ser indicado. É importante manter o ambiente fresco e ventilado, usar roupas leves e claras. O tratamento mais indicado neste caso é o tópico.

Recomendações

  • Evite passar cremes, loções e filtros solares gordurosos especialmente nos dias de muito calor;
  • Ligue o aparelho de ar condicionado ou ventiladores nos dias muito quentes para evitar a produção excessiva de suor;
  • Coloque maisena na água de banho do bebê com erupções na pele. O velho conselho da vovó ajuda a aliviar os sintomas da brotoeja;
  • Dê preferência às roupas de algodão que ajudam a absorver o suor;
  • Consulte um médico dermatologista ou pediatra se as lesões características da brotoeja apresentarem sinais de infecção.

Marque sua consulta