Cirurgia Plástica: conheça os principais tipos

O Brasil é referência em cirurgia plástica. Além de ter profissionais de renome internacional, está entre os primeiros em quantidade de procedimentos realizados por ano, com aproximadamente 1,2 milhão de procedimentos, de acordo com dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS).

Os números mostram que mais de 12% de todo o mercado de cirurgias plásticas está concentrado no Brasil.

As regiões do corpo humano que mais recebem essas intervenções são face e mama, em especial pelas mulheres, que sozinhas representam 85,6% do total de plásticas realizadas no país.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), além da lipoaspiração, os homens também buscam a colocação de implantes peitorais ou redução das mamas (correção da ginecomastia).

A cirurgia plástica pode ser de dois tipos:
Estética:
Tem o objetivo de melhorar a aparência do paciente. Alguns exemplos são: lipoaspiração, lifting da face, rinoplastia (plástica de nariz), etc.

Reparadora: Nesse tipo de cirurgia, objetivo é não apenas melhorar a aparência do paciente, mas também dar a ele maior qualidade de vida por meio da correção de defeitos congênitos ou adquiridos. Correção de fenda palatina (lábio leporino), enxertos de pele em queimados ou vítimas de acidentes e reconstrução das mamas em pacientes que tiveram câncer são alguns exemplos desse tipo de cirurgia plástica.

Principais cirurgias plásticas:
Blefaroplastia (olhos)

É a cirurgia plástica que melhora o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, eliminando bolsas de gordura, rugas, flacidez e com isso rejuvenescendo a região em torno dos olhos.

Bichectomia (bochechas)
É o nome dado à cirurgia plástica para redução das bochechas, procurando afinar o rosto, dando um perfil mais harmônico e atraente para quem tem as bochechas grandes ou volumosas.

Rinoplastia (nariz);
Rinoplastia é uma cirurgia realizada na estrutura nasal que pode ser com objetivo de estética ou corretiva, para melhorar a respiração. Serve para correção de deformidades traumáticas ou naturais e ainda para corrigir disfunções.

Otoplastia (orelhas);
É uma cirurgia plástica realizada para mudar a aparência das orelhas do paciente, podendo ser estética ou reparadora. Utilizada para corrigir as orelhas de abano

Mentoplastia (queixo);
A cirurgia ortognática, conhecida popularmente por mentoplastia, é uma cirurgia plástica indicada para corrigir o posicionamento do queixo. Esta cirurgia é particularmente indicada quando há dificuldade na mastigação ou na respiração, mas também pode ser realizada somente para fins estéticos para deixar o rosto mais harmonioso

Mamoplastia (mamas);
Mamoplastia é o nome dado à cirurgia plástica feita nas mamas humanas, podendo ser de aumento, quando acrescenta-se materiais como o silicone, ou de redução, quando o médico retira parte do tecido mamário para reduzir seu volume.

Abdominoplastia (barriga),

A abdominoplastia é uma cirurgia plástica realizada para retirar o excesso de pele, gordura localizada e proporcionar a recuperação da firmeza dos músculos da região abdominal. Geralmente a procura é por estética, em busca de melhorar a autoestima.

Lipoaspiração ou a Lipoescultura (braços, coxa, culote, pescoço).

também conhecida como limpeza da chanfra, liposucção ou Lipoescultura. A lipoaspiração é uma cirurgia plástica indicada para retirar o excesso de gordura localizada numa determinada área do corpo

Como é a recuperação da cirurgia plástica
O tempo de recuperação varia com o tipo de cirurgia e quanto mais simples ela for mais rápida é a recuperação.

Geralmente, após uma cirurgia plástica deve-se permanecer com a área enfaixada durante alguns dias e é normal sentir dor e desconforto. A região poderá ficar com manchas roxas e inchada nos primeiros dias e os resultados levam em média de 30 a 90 dias para serem totalmente percebidos.

O Hospital São Matheus conta com cirurgiões plásticos realizando atendimentos (particulares e convênios) no centro médico. Agende sua consulta. 2156-5480.

Gostou dessa matéria? Então confira outras matérias que separamos para você:

Trombose: O que é, sintomas, fatores de risco e como evitar
Tudo sobre Ácido Úrico: o que é, sintomas e porque pode estar alto
Doenças autoimunes: conheça as mais comuns e os principais sintomas
Angiotomografia: O que é, como é feita, qual preparo e quando fazer

Marque sua consulta