Você sabe o que é câncer de orofaringe?

O câncer orofaríngeo é o que se desenvolve na parte da garganta localizada atrás da boca (conhecida como orofaringe). Essa região inclui a base da língua (a parte de trás da língua), o palato mole, as amídalas, os pilares, as paredes laterais e posteriores da orofaringe.

O câncer de orofaringe não se associa apenas ao hábito do tabaco. Esta doença localizada na boca, língua, palato e faringe está relacionada também com os raios solares e com o vírus do papiloma humano (VPH).

Cabe dizer que, apesar de que este tipo de câncer não tem uma alta incidência, aparece sobre tudo a partir dos 50 anos. À medida que aumenta a expectativa de vida também se eleva a aparição desta enfermidade que, de maneira geral, é mais comum nos homens.

É importante conhecer seus sintomas iniciais, em especial porque podem ser confundidos com simples herpes, aftas ou uma infecção bucal, coisas que todos já tivemos alguma vez.

O problema se complica mais nos não fumantes. Quando falamos do câncer de orofaringe, muita gente logo o associa apenas a pessoas fumantes.  Entretanto, fumantes ou não, todos nós temos probabilidade de sofrer com essa doença.

Os sinais e sintomas do câncer de boca e orofaringe podem incluir:

  • Ferida na boca que não cicatriza.
  • Dor na boca que não desaparece.
  • Caroço ou inchaço na bochecha.
  • Mancha branca ou vermelha nas gengivas, língua, amígdalas ou mucosa da boca.
  • Ferida na garganta ou sensação de ter algo preso na garganta.
  • Dificuldade para mastigar ou engolir.
  • Dificuldade de mover a mandíbula ou a língua.
  • Dormência na língua ou outra área da boca.
  • Inchaço da mandíbula causando desconforto com a dentadura.
  • Enfraquecimento dos dentes ou dor ao redor dos dentes.
  • Alterações na voz.
  • Nódulo ou massa no pescoço.
  • Perda de peso.
  • Mau hálito constante.

Os principais fatores de risco para esse tipo de câncer são:

  • O tabaco
  • O álcool
  • O vírus do papiloma humano (VPH). O tipo associado com o câncer de garganta (incluindo o câncer de orofaringe) é o VPH16.
  • A luz ultravioleta. O câncer de lábios, por exemplo, é mais comum nas pessoas que trabalham ao ar livre e que, portanto, estão mais expostos a luz solar.
  • Má alimentação e sistema imunológico debilitado.
  • Enfermidades genéticas como a Anemia de Fanconi.

Tratamentos

Após o diagnóstico e estadiamento do câncer, o médico discutirá com o paciente as opções de tratamento. É importante ter tempo e poder avaliar todas as possibilidades de terapia. A decisão por determinado tipo de tratamento leva em conta o estado de saúde geral do paciente, o tipo de tumor, o estadiamento, as chances de cura da doença, e do eventual impacto do tratamento sobre importantes funções como fala, mastigação e deglutição.
As principais opções de tratamento para o câncer de boca e orofaringe são: cirurgia, radioterapia, quimioterapia, terapia alvo e tratamento paliativo, que podem ser realizados isoladamente ou em combinação, dependendo do estágio e da localização do tumor. Em geral, a cirurgia é o primeiro tratamento para o câncer de boca e pode ser seguido por radioterapia ou quimioterapia, que podem ser administradas de forma isolada ou combinadas.

 

Gostou dessa matéria? Então confira outras matérias que separamos para você.
Doenças renais: conheça os cinco tipos mais comuns
Embolia pulmonar: você sabe o que é?
Você sabe o que é escabiose?
Você já ouviu falar de andropausa?

Marque sua consulta