Obesidade Mórbida Infantil

A obesidade infantil é caracterizada por um excesso de gordura corporal em crianças de até 12 anos, sendo considerado sobrepeso quando o peso  da criança está no mínimo 15% acima do peso de referência para a sua idade. O diagnóstico é realizado também através do IMC – Índice de Massa Corporal.

Segundo a OMS, combater a doença é um dos principais desafios do século. É provocada por inúmeros fatores desde sedentarismo e alimentação inadequada a aspectos genéticos.

A obesidade é um problema de saúde grave que deve ser tratada com seriedade, principalmente na infância. O tratamento requer uma mudança no estilo de vida, nos hábitos alimentares e a inclusão de atividades físicas, além do comportamento frente à comida de toda a família.

O melhor tratamento é a prevenção, iniciando com um ganho de peso gestacional adequado e aleitamento materno até dois anos ou mais, sendo exclusivo nos seis primeiros meses. Após esse período, é recomendável que a alimentação da criança deve ser baseada em produtos in natura e minimamente processados, como frutas, legumes, verduras, ovos, etc.

Os alimentos ultra processados, como refrigerantes, biscoitos recheados, suco de caixinha, entre outros devem ser evitados.

Uma boa saúde iniciada ainda na infância tem grande repercussão na vida adulta.

Crianças acima do peso têm mais chances de se tornarem adultos também obesos. A consequência disso é o aparecimento de inúmeras doenças, como diabetes, problemas ortopédicos, distúrbios psicológicos e hipertensão.

A prática de atividade física é fundamental para todas as etapas do desenvolvimento infantil e auxilia no equilíbrio do balanço energético, consequentemente, auxilia na prevenção e tratamento da obesidade e de doenças relacionadas à obesidade.

Além disso, é  importante levar as crianças ao pediatra regularmente para realizar exames de rotina.

Marque sua consulta