Você já ouviu falar em Refluxo gastroesofágico?

86863614 – woman suffering from acid reflux or heartburn-isolated on white background

A doença do refluxo gastroesofágico, ou simplesmente azia, atinge cerca de 25% da população mundial. Mesmo assim, muita gente não conhece o problema. Ela caracteriza-se pelo retorno do conteúdo gástrico para o esôfago, cuja mucosa não está preparada para receber substâncias ácidas.

A doença acomete várias pessoas, mas nem sempre os paciente dão a devida atenção para esta questão e acabam buscando tratamentos caseiros ou ainda tomando algum tipo de medicamento para ajudar na digestão, o que dá a sensação de alívio.

O refluxo é mais comum em pessoas que ingerem uma grande quantidade de comida e se deitam logo em seguida, pois, como o estômago está cheio, o esfíncter terá mais dificuldade para se fechar.

Sintomas:
Sintomas do refluxo são bem amplos, mas geralmente se apresentam como:

– Azia: sensação de queimação no peito que costuma ocorrer logo após a ingestão de alimentos;
– Regurgitação: volta dos alimentos até a boca, com gosto ácido e azedo, podendo provocar náuseas e vômitos em algumas pessoas;
– Excesso de saliva;
– Dores de garganta sem causas aparentes;
– Tosse, rouquidão e asma, quando o refluxo atinge a laringe.

Fatores de risco
Os fatores para o aparecimento do distúrbio são variados. Problemas de saúde ou hábitos de vida estão relacionados à doença.
Obesidade: os episódios de refluxo tendem a diminuir quando a pessoa emagrece;
Refeições volumosas antes de deitar;
Aumento da pressão intra-abdominal;
Ingestão de alimentos como café, chá preto, chá mate, chocolate, molho de tomate, comidas ácidas, bebidas alcoólicas e gasosas.

 Para se prevenir do refluxo é importante seguir algumas recomendações, como:

*        Evitar se deitar logo após as refeições, esperando de 1,5 a 2 horas;
*        Evitar comer grandes quantidades de comida de uma vez só;
*        Evitar bebidas e alimentos que contenham cafeína;
*        Evitar frituras, pimenta, molho de tomate, sucos cítricos, álcool;
*        Evitar cigarro.

Diagnóstico
O diagnóstico do refluxo é feito através de uma endoscopia digestiva e alguns médicos podem optar por fazer um exame chamado de pHmetria, em que é medido o grau de acidez do estômago e do esôfago.

Gostou dessa matéria? Então confira outros artigos que preparamos para você.

Você já ouviu falar em sopro no coração?
Queimaduras: Todo cuidado é pouco
Infarto em jovens: por que costuma ser fatal  e como evitar
BRUXISMO: o que é e como  isso pode afetar a sua vida

Marque sua consulta