BRUXISMO: o que é e como isso pode afetar a sua vida

O bruxismo pode ser definido como uma atividade parafuncional que inclui o apertamento ou ranger dos dentes, podendo acometer pessoas de todas as idades. O bruxismo acomete 15% das crianças e afeta indistintamente homens e mulheres. A incidência tende a diminuir com o passar dos anos.

O bruxismo ocorre quando os dentes entram em contato de maneira forçada, quer esse contato seja silencioso ou produza sons, especialmente durante o sono.

Essa pressão pode provocar desgaste e amolecimento dos dentes. Nos casos mais graves, podem ocorrer também problemas ósseos, na gengiva e na articulação da mandíbula.

Tipos de bruxismo
São dois tipos de bruxismo existentes, como o próprio nome já indica: o bruxismo diurno e o bruxismo noturno, que está ligado principalmente a um distúrbio de sono.

Bruxismo diurno
Acontece quando o indivíduo se encontra acordado, onde geralmente não ocorre o ranger de dentes, e está relacionado a um tique ou hábito.

Bruxismo noturno
Já o bruxismo do sono é uma atividade inconsciente de ranger ou apertar os dentes, com produção de sons, enquanto o indivíduo encontra-se dormindo. O bruxismo do sono também é chamado de bruxismo noturno, mas o termo mais apropriado é bruxismo do sono, pois o ranger de dentes pode também se desenvolver durante o sono diurno.

Causas
Desconhecida. Pode estar associado ao estresse, ansiedade, algumas condições neurológicas ou como efeito secundário a algumas drogas.

Alguns dos fatores que predispõem ao bruxismo são bem conhecidos como história familiar, as personalidades mais competitivas, as disfunções de ATM, a presença de cefaleia em crianças, além de ansiedade e depressão. Ainda podem piorar o bruxismo o uso de alguns fármacos, o consumo de cafeína e o hábito de fumar.​

Sintomas
Além do desgaste e amolecimento dos dentes, dor de cabeça é o sintoma mais comum do bruxismo. Isso acontece porque a compressão exagerada dos dentes pode levar à isquemia dos vasos que entram no ápice da raiz e depois à necrose dos vasos, dos nervos e da polpa dentária.

Outros sintomas do bruxismo são dor e zumbido no ouvido, dor no pescoço, na mandíbula e nos músculos da face por causa do esforço realizado pelos músculos da mastigação, estalos ao abrir e fechar a boca, alterações do sono. A intensidade e a frequência das crises podem variar de uma noite para outra.

Prevenção
Reduzir o estresse e gerenciar a ansiedade podem reduzir o bruxismo em pessoas propensas à condição. Outras possíveis causas de bruxismo nem sempre podem ser prevenidas.

Marque sua consulta